17 de Dezembro de 2012 archive

A Música do Blog

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

à espera do fim do mundo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=cfOa1a8hYP8]

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/a-musica-do-blog-9/

Por Montalegre

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

abriu a época da caça.

 

Ilegalidades, prepotência e descrédito no Agrupamento de Escolas de Montalegre

 

 

Fernando Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Montalegre, assina um comunicado onde acusa o Agrupamento de Escolas de praticar «ilegalidades» e de usar a «prepotência» num ambiente de total «descrédito». O autarca afirma que o funcionamento «é uma autêntica “bagunçada”» pedindo à DREN para meter «a escola na ordem» indo ao encontro do «respeito pelo serviço público».

Está instalado um barril de pólvora no seio do Agrupamento de Escolas de Montalegre. A conclusão sai do comunicado assinado pelo presidente da autarquia que imputa o agrupamento de semear discórdia por todo o lado com a missão de «fazer politica e afrontar a Câmara Municipal». Fernando Rodrigues vai mais longe ao declarar que a DREN (Direção Regional de Educação do Norte), face à passividade que tem demonstrado, é «responsável de se ter instalado na escola um grupelho radical fanático, com o diretor comandado pelo ego de um elemento da associação de pais, desfasado da realidade, sem qualquer implantação social e sem sentido do bem comum e da necessária harmonia numa escola».
«PEQUENOS MANDÕES
E IRRESPONSÁVEIS PROVOCADORES»
As acusações do edil à ação do Agrupamento de Escolas de Montalegre continuam: «não têm qualquer noção do cargo público que ocupam nem da exigência de obediência à lei, e comportam-se como pequenos mandões e irresponsáveis provocadores». Fernando Rodrigues lembra que «depois da fusão da Bento da Cruz com a do Baixo Barroso» nunca mais houve paz. «São ilegalidades, prepotência e descrédito», garante. No reforço, recorda que «o processo que elegeu o diretor foi declarado ilegal pelo tribunal e mantida a decisão em recursos sucessivos» indo ao encontro do «maior desrespeito pelas leis» cujo funcionamento é encarado por Fernando Rodrigues como «uma autêntica “bagunçada”».
ICENTIVO À “BAGUNÇA”
Farto do que ouve e do que vê, o autarca esgotou a paciência não só com quem dirige o agrupamento como também com a alegada atitude de consentimento da DREN. Lembra que esta «foi alertada para tudo» ao mesmo tempo que «deveria ser isenta e cumprir e fazer cumprir a lei». Todavia, a realidade é outra avança o presidente do município: «não o fez e deixou andar, apoiou, e até, ao que parece, empenhou-se nos recursos judiciais, contra o bom senso, e terá mesmo funcionado como “conselheira” gratuita do diretor ilegal, permitindo e, dessa forma, incentivando a “bagunça”». Com isto, acrescenta o autarca, a DREN é «responsável pelo clima de guerrilha emanado deste órgão, que envolve professores, funcionários e encarregados de educação».
«CLIMA DE PERSEGUIÇÃO»
O ambiente, sublinha Fernando Rodrigues, é de «irreconhecida legitimidade para governar por tanto atropelo à lei, já condenado em Tribunal». Isto tem provocado, acentua, um «clima de perseguição» que «deu origem a processos disciplinares contra professores», «ameaças a funcionários», contribuindo para a degradação da escola, levando a que esta caminhe para «o limite da credibilidade que deve ter um estabelecimento de ensino» não só «perante os alunos» como também «perante toda a sociedade».
Face a este quadro, Fernando Rodrigues apela «à Senhora Diretora Regional para que meta a escola na ordem», repondo «a legalidade» e a «ordem». Se o fizer, conclui o presidente, regressa o «respeito pelo serviço público e também pelas outras instituições».
NOVA ASSOCIAÇÃO CRITICA
AMBIENTE QUE SE VIVE NA ESCOLA
Criada recentemente, a Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Montalegre (APAEM), presidida por Paulo Barroso, justifica que avançou para este projeto porque «não compreendemos e não concordamos com a atuação de uma ou duas pessoas que controlam a outra associação» e porque «achamos que o que tem feito não é do interesse da escola e, por isso, dos alunos».
Paulo Barroso fala de «guerras no Conselho Geral», «ilegalidades confirmadas pelo tribunal» ao mesmo tempo que interroga «porque é que os pais, no Conselho Geral, não admitiram como individualidades ou instituições» nomes como «o padre Fontes, a Dr.ª Gorete da biblioteca municipal, o Ecomuseu (que deu mais de 200 estágios profissionais a jovens licenciados do nosso concelho), a ACISAT e o seu presidente que é presidente da Escola Profissional do Alto Tâmega?». Paulo Barroso reforça a interrogação: «Quem é que pode dar mais à escola que estas personalidades ou estas instituições?».
As acusações de Paulo Barroso ganham corpo: «o Conselho Geral cometeu várias ilegalidades confirmadas pelo Tribunal e não devia teimar porque dá a entender que está a defender outros interesses e preso ao poder. Não cumpriu prazos nas convocatórias de reuniões e não cumpriu com a escolha que a lei diz que deve ser feita de entre as individualidades ou instituições e escolheu à sorte ou a dedo, com base em interesses que não entendemos».
A somar a este depoimento, o presidente da APAEM afirma que «há mau ambiente na escola e o Conselho Geral está a criar um mau relacionamento entre a escola e a Câmara e nós queremos harmonia e boas relações com todos, principalmente com a Câmara, de quem depende muito do apoio à escola e aos alunos». Paulo Barroso remata com este exemplo que ilustra, no entender deste dirigente, a fraca postura da outra associação: «em vez de procurar resolver qualquer lacuna na escola nova, está sempre a lançar culpas à Câmara criando atritos desnecessários (Bar, mobiliário, pequenas correções ou reparações)».

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/por-montalegre/

Da Caducidade

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

… rejeitada na reunião plenária nº 31, em 14 de Dezembro de 2012.

E assim se vai dando bom uso aos tribunais portugueses.

 

cad1 cad2

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/da-caducidade-2/

e-(n)Biado

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

… e não doeu nada.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/e-biado/

Empreendorismo

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Portugueses querem criar uma escola bilingue no Reino Unido

 

Projecto de professores portugueses pretende arrancar no próximo ano lectivo. A escola vai oferecer português e inglês.

Já tem nome, chamar-se-á Anglo-Portuguese School of London; e os professores serão ingleses e portugueses, “com preferência para os que saibam falar as duas línguas”, explica Óscar Faria, responsável pelo marketing da escola.

“O aumento da migração poderá contribuir para termos ainda mais procura, mas, neste momento, o número de descendentes de portugueses e de interessados em aprender português é mais do que suficiente para justificar um projecto desta natureza. Há uma grande comunidade portuguesa no Reino Unido, mais precisamente na zona de Londres”, concretiza

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/empreendorismo/

Agenda

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

I CICLO de CONFERÊNCIAS de EDUCAÇÃO e FORMAÇÃO

 

FORMAÇÃO PARA O TRABALHO: [IN]TENDÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM PORTUGAL

 

 

APEFA_grafismo_Part1 APEFA_grafismo_Part17

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/agenda/

Próxima Reserva a 27 de Dezembro

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Confirmado aqui.

 

Exmo.(a) Senhor(a) Diretor (a),
Tendo em consideração que no dia 14 de dezembro de 2012 encerram as atividades letivas do 1.º período escolar, as quais serão retomadas no dia 3 de janeiro de 2013, informo V. Exa. do seguinte:
– No dia 10 de dezembro de 2012 realizou-se a última Reserva de Recrutamento antes da interrupção letiva do Natal;
No dia 20 de dezembro de 2012 a plataforma RR/CE será, de novo, disponibilizada para carregamento e validação de horários de modo a que no dia 27 de dezembro de 2012 se realize uma Reserva de Recrutamento permitindo a colocação de docentes para assegurar o normal início do 2.º período. Esta Reserva de Recrutamento será, nos termos do n.º 4 do art.º 37.º, do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, a última na qual os candidatos à contratação estão incluídos, uma vez que, a partir de 31 de Dezembro estes candidatos apenas podem ser colocados através da contratação de escola prevista no referido Decreto-Lei.
Com os melhores cumprimentos.
O Diretor Geral
Mário Agostinho Alves Pereira

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/proxima-reserva-a-27-de-dezembro/

Evolução Mensal do Desemprego

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Os dois próximos quadros são retirados da informação mensal do mercado de emprego publicado pelo IEFP do boletim de Novembro que acabou de ser publicado.

Desde 2008 que o desemprego tem subido de forma galopante e as ofertas de emprego tem vindo quase sempre a descer.

O nível mais baixo do desemprego nos dados em baixo reportam-se a Julho de 2008 com 380000 desempregados tendo sido quase duplicado esse número para o mês de Novembro de 2012. E se em Julho de 2010 havia uma oferta mensal de 23 mil empregos registados no IEFP em Novembro de 2012 registou-se cerca de metade dessas ofertas.

 

 

desemprego
ofertas emprego

O quadro seguinte apresenta a distribuição do desemprego por género e o último a comparação do número de desemprego na classe docente entre os meses de Novembro de 2011 e 2012.

 

hm
docentes

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/evolucao-mensal-do-desemprego/

Isto É Normal?

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

ciganos

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/isto-e-normal/

Comparação das Contratações de Escola no 1º Período

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

O próximo quadro apresenta a diferença do número de horários que estiveram em contratação de escola, durante o 1º período, entre o actual ano lectivo e o ano lectivo 2011/2012.

Acrescentei uma coluna que indica o número total de horas de cada um dos grupos de recrutamento de acordo com o número de horas em concurso para cada um dos horários.

Em 2011/2012 existiram 7272 contratações de escola e em 2012/2013 em idêntico período existiram 4598, o que representa menos 2674 contratações.

Para as 7272 contratações de escola que foram a concurso em 2011/2012 preencheram-se 115731 horas e em 2012/2013 dos 4598 horários em a concurso preencheram-se 70977 horas lectivas. A redução do número de horas em concurso do ano passado para este em idêntico período foi de 44754 horas letivas.

Os únicos grupos que tiveram algum crescimento no número de colocações em contratação de escolar foram o grupo 110 com mais 27 horários e os grupos da Educação Especial 910 e 920 com mais 76 e 7 horários respectivamente.

Os dados analisados referem-se apenas às contratações de escola para os grupos de recrutamento e foram retirados da análise as colocações para técnicos especializados e grupos de dança e música das escolas artísticas.

Por curiosidade no ano lectivo 2011/2012 pediram horários 1061 escolas e em 2012/2013 foram 834 as escolas que pediram docentes na aplicação. Em 2011/2012 612 escolas pediram 10 ou mais horários em contratação de escola durante o 1º período enquanto que em 2012/2013 apenas 209 escolas fizeram o pedido para 10 ou mais horários.

 

COMPARACAO CE

COMPARACAO CE HORAS 2011-2012

COMPARACAO CE HORAS 2012-2013

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/comparacao-das-contratacoes-de-escola-no-1o-periodo/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog