16 de Dezembro de 2012 archive

Por Estremoz

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

… não aprenderam com os erros cometidos por outras direções onde as denúncias se tornaram públicas. Pela investigação que fiz antes de publicar este post verifiquei que a Dra. J tem vindo a trabalhar no agrupamento em anos anteriores e no dia 14 de Dezembro regressou a este agrupamento por colocação em contratação de escola para um horário de Técnicos Especializados.

Se este ano a valorização do seu portefólio serviu apenas para ultrapassar um candidato com mais tempo de serviço não se sabe o que terá acontecido em anos anteriores para conseguir o tempo de serviço que apresenta agora neste concurso.

 

No Agrupamento de Escolas de Estremoz abriu um concurso para Técnico do Projecto Teip (http://aeestremoz.drealentejo.pt/images/stories/Contratacao/hor51.pdf). Como se pode ver nos dados que são públicos, era exigida uma Licenciatura em Ciências Sociais e Humanas, bem como o Certificado de Formação. Ora, depois de todos os procedimentos necessários, avaliação do Portefólio e entrevista, a Técnica selecionada foi a filha da Directora do Agrupamento.  A Directora chama-se A M R Pisco e a filha J Pisco V S. Eu sei que só o nome não comprova nada, mas tenho contactos no Agrupamento e como tal sei que a Dra. J é filha da Dra. A. Aliás, isso era facilmente comprovado. Estremoz é uma localidade pequena, toda a gente se conhece.

A Dra J até pode ter todas as competências necessárias para desempenhar o seu papel, mas tendo em conta que valorizavam muito na entrevista e no portefólio o contacto com crianças e jovens em risco, não percebo como é que uma Técnica de Diagnóstico e Encaminhamento (comprovado aqui http://aeestremoz.drealentejo.pt/docs/FichaequipaTEIP.pdf) pode ter tido 20 na avaliação do Portefólio e na entrevista. É no mínimo estranho… Tal como é estranho verificar que a pontuação nas listas está extremamente lógica. Quase todos os candidatos que não lhe podiam fazer frente no tempo de serviço tiveram 20 no portefólio e/ou na entrevista. Os que por esse motivo a podiam ultrapassar., desceram, preferencialmente no portefólio, para evitar reclamações com a entrevista. É inclusive engraçado como é que alguém que não tem tempo de serviço, possa ter 20 no portefólio. Se não tem experiência, como é que a comprovou? (http://aeestremoz.drealentejo.pt/images/stories/Contratacao/hor51listfinal.pdf ). Aliás, basta fazer uma simples pesquisa no Google com o nome da candidata selecionada para verificar que não é nada estranho a mesma ficar bem posicionada nos concursos abertos pela sua mãe. Como se pode ver aqui ( http://dre.pt/pdf2sdip/2011/11/225000000/4627346274.pdf ) , ainda no ano passado a Dra J ficou em primeiro lugar (com pontuação máxima a TODOS os critérios) num concurso para Técnica de Encaminhamento e Diagnóstico no mesmo Agrupamento.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/12/por-estremoz-2/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog