C I R C U L A R Nº B12029396X

… que deveria ter saído em meados de Agosto.

O problema nunca esteve no Decreto Lei 132/2012 como alguns ainda podem fazer crer, mas sim nos abusos que grande parte das direções têm cometido à rebelia de uma Lei.

Eu disse que mais cedo ou mais tarde ia rir-me de tudo isto.

 

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/10/c-i-r-c-u-l-a-r-no-b12029396x/

38 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • HD on 16 de Outubro de 2012 at 17:45
    • Responder

    Isto muda tudo…
    Quase todas as ofertas que eu vi têm pelo menos um destes pontos.
    Agora quero ver como vai ser na escola d Vialonga onde foram colocados colegas com 15 de graduação no 910 recorrendo a alguns destes critérios.

    • TB on 16 de Outubro de 2012 at 17:46
    • Responder

    devia ter saído em meados de agosto…de 2010!


    1. A anterior legislação sobre contratações de escola permitia algumas destas situações. O Decreto-Lei 132/2012, de 27 de Junho veio impedir os abusos do 35/2007. Acontece que alguns se habituaram a esses abusos.

    • Zé dos bonés on 16 de Outubro de 2012 at 17:49
    • Responder

    Questão que se coloca: Haverá ALGUMA oferta que não tenha nenhum destes critérios de seleção ??? NEM QUE SEJA UMA?


    1. já vi menos menos duas

      • Filipe on 16 de Outubro de 2012 at 18:50
      • Responder

      Agrupamento de escolas de Infias – Vizela

    • Silva on 16 de Outubro de 2012 at 17:50
    • Responder

    Pelo que estou a ver 90% dos horários de oferta de escola devem ser anulados uma vez que os subcritérios “exigidos” pelas escolas têm um destes pontos.


    1. Novo post. Vermos no fim quantos foram anulados. 😀

    • Ana on 16 de Outubro de 2012 at 18:05
    • Responder

    Tirando estes critérios, a CE passa a ser igual à contratação inicial e rr. Para simplificar esta confusão de concurso bastava perguntarem aos candidatos “Quer lecionar em Escolas TEIP?”, tal qual fazem as escolas de hotelaria.
    A circular vem tarde mas mais vale tarde que nunca, a vergonha é continuarem a haver ce.

    • Zé dos bonés on 16 de Outubro de 2012 at 18:16
    • Responder

    «Relativamente aos professores, será acautelada a contagem do tempo de serviço e a remuneração já recebida, devendo estes docentes regressar à reserva de recrutamento caso tenham concorrido ao concurso para a satisfação das necessidades temporárias. Podem ainda, naturalmente, candidatar-se à mesma oferta de escola onde inicialmente tinham sido colocados.»

    Parece-me muita parra e pouca uva.
    A ver vamos se vai ser assim e quantas escolas serão abrangidas.
    No meu grupo de recrutamento terão obrigatoriamente de ser mais de 90% anuladas.

    Não haver nenhuma penalização efetiva é que me parece sinónimo de beneficiar o infrator. Acutelar o tempo de serviço? Se o obteve em situação de ilegalidade? Vá-se lá perceber.

    • Zé dos bonés on 16 de Outubro de 2012 at 18:20
    • Responder

    «Relativamente aos professores, será acautelada a contagem do tempo de serviço e a remuneração já recebida, devendo estes docentes regressar à reserva de recrutamento caso tenham concorrido ao concurso para a satisfação das necessidades temporárias. Podem ainda, naturalmente, candidatar-se à mesma oferta de escola onde inicialmente tinham sido colocados.»

    Parece-me muita parra e pouca uva.
    A ver vamos quantas escolas e ofertas vão ser notificadas.
    No meu grupo de recrutamento terão obrigatoriamente de ser anuladas mais de 90% das ofertas.

    Parece-me é que a não existência de nenhuma penalização efetiva é sinónimo de beneficiar o infrator. Acautelar o tempo de serviço ? Tempo de serviço obtido em situação ilegal? Vá-se lá perceber.


  1. E que tal algo que impeça colegas que estão colocados com horários completos, ficarem a fazer acumulação com horários até 6horas porque a sua graduação é maior? Já me aconteceu algumas vezes e começo a ficar cansado desta situação também!

    • RM on 16 de Outubro de 2012 at 18:37
    • Responder

    E agora, o que se faz a quem foi ultrapassado por incumprimento do legislado?

    • Shue on 16 de Outubro de 2012 at 18:39
    • Responder

    Vai aproveitando enquanto esperas… 😉
    Vem aí “mau tempo” do pesado.

    • Eva on 16 de Outubro de 2012 at 18:43
    • Responder

    Esclareçamm-m, por favor, todas as colocações em q foram utilizados critérios manhosos serão anuladas? Isso seria bom, mas parece-m impossível…

    • Pedro on 16 de Outubro de 2012 at 19:27
    • Responder

    Bem feito!!! Estes diretores corruptos já se lixaram!! Colegas, guardem esta circular no vosso computador para chaparem na cara dos diretores que pretendam ser corruptos!!! É uma meio importante para eventuais reclamações em relação aos critérios ou em relação a não respeitarem que se só se deve entrevistar ou analisar curriculo dos 5 primeiros! Vale a pena reclamar e pressionar!!! Eu fui um deles !!!! Valeu a pena

    • Rita S. on 16 de Outubro de 2012 at 19:34
    • Responder

    É pena que quem tenha não tenha cumprido a lei não seja penalizado. A Direção de uma Escola age desta forma e então? O que lhe acontece?

    • Kelinha on 16 de Outubro de 2012 at 19:52
    • Responder

    E o que acontece aos colegas cujos contratos serão anulados? Regressam à bolsa?

    • Carlos on 16 de Outubro de 2012 at 20:03
    • Responder

    Eu quase que já não acreditava na justiça, ms afinal ela tarda ms não falha. Só que esta situação não é atual e em anos anteriores cheguei a apresentar queixas que não tiveram qualquer efeito. Acho que o facto de terem sido apresentados alguns casos na comunicação social contribuiu para que a situação fosse finalmente esclarecida.
    DEVEMOS AGRADECER A TODOS OS COLEGAS E NÃO A CENTRAIS SINDICAIS QUE HÁ MUITO TINHAM CONHECIMENTO DESTAS SITUAÇÕES E NADA FIZERAM… TALVEZ ATÉ VISSEM NOS “ATROPELOS” UMA FORMA DE VEREM OS FILHOS E SOBRINHOS SEREM COLOCADOS.
    OBRIGADO A TODOS OS QUE SE MANIFESTARAM E APRESENTARAM QUEIXAS… NÃO NOS PODEMOS CALAR… NUNCA MAIS!!!

    • Mar on 16 de Outubro de 2012 at 20:25
    • Responder

    Alguém sabe onde se encontra esta circular completa?

    • tt on 16 de Outubro de 2012 at 20:38
    • Responder

    Ó Arlindo, pelas alminhas!
    “O problena não é do 132”? Mas claro que não!

    O problema É O 132 por inteiro.

    Tenho pena que a maioria dos professores contratados das escolas estatais ainda não tenham compreendido.
    É urgente a alteração dessa bosta normativa.

    • Ricardo Filipe on 16 de Outubro de 2012 at 21:35
    • Responder

    Pessoal… Bora lá a enviar reclamações com esta circular como anexo para as ofertas de escola que apresentem/apresentaram estes critérios! Eu já enviei para duas ofertas de escola que estão a decorrer… Força a todos! Vamos lá combater a corrupção!

    • Daniel on 16 de Outubro de 2012 at 21:41
    • Responder

    E se só aparecer à entrevista 1 professor, dos 5 que integrem a tranche, por sinal pró fraquito (absentismo, curso manhoso, etc…), a escola é obrigada a ficar com ele?

    • Paula on 16 de Outubro de 2012 at 21:48
    • Responder

    espero que chegue ao Agrupamento de Escolas dos Marrazes e nas suas excelentes seleções de candidatos. Boa sorte para todos que bem precisamos

    • tt on 16 de Outubro de 2012 at 22:02
    • Responder

    “O problema nunca esteve no Decreto Lei 132/2012 como alguns ainda podem fazer crer”

    Pois não Arlindo.
    O problema não está no 132. O PROBLEMA É o 132.

    É preciso alterar substancialmente, com urgência, esse produto exemplar da escatologia normativa.

    • Filipe on 16 de Outubro de 2012 at 22:10
    • Responder

    Boa noite! Posso denunciar uma oferta de escola, ocupada a 14/09, por violar o disposto no número 12, da circular nº B12029396X, de 16/10?

    • Rrio on 16 de Outubro de 2012 at 22:23
    • Responder

    Um questão, com base nestes “novos” critérios acham que vai ser possível reclamar para os horários em que já foram colocados “ilegalmente” colegas nossos ?

    • Carla500 on 16 de Outubro de 2012 at 22:35
    • Responder

    estes subcritérios ainda persistem…..sou do grupo 500 e existem OE no Agrupamento de Escolas Piscinas – Olivais, Lisboa no Agrupamento de Escolas Baixa-Chiado, Lisboa e Agrupamento de Escolas Miradouro de Alfazina, Almada com todos eles…..

    • hugoef620 on 16 de Outubro de 2012 at 23:28
    • Responder

    Quero ver se além dos 37 horários que foram “retirados” se vão existir mais alguns, é que como alguém já aqui escreveu, todas a CE que concorri desde Agosto e até fim de Setembro têm um ou mais destes critérios. Agora já começa a aparecer só o -Tempo em escola TEIP. De qualquer forma tenho uma pergunta: será que não deviam ser avaliados todos os docentes que concorrem às CE, tal como o eram o ano passado? Após esta avaliação é que deviam sair as listas finais com a classificação dos candidatos e daí sairia o candidato selecionado. Porque de outra forma não faz sentido dizer que existe “autonomia” pois a colocação é feita unicamente pela graduação. É só uma duvida que tenho. Na minha opinião, ponham tudo a concurso, é mais fácil e sem esquemas

    • LC on 16 de Outubro de 2012 at 23:55
    • Responder

    Acabei de enviar uma mega-reclamação à IGEC com a menção de todas as escolas às quais concorri com critérios fraudulentos acompanhada do printscreen desses critérios e mencionando a tal Circular e exigindo a anulação desses concursos. Era bom que todos os colegas fizessem o mesmo! Mesmo que sejam ofertas de agosto ou setembro, não interessa… ainda vamos a tempo de repor JUSTIÇA e fazer ver a estas escolas que não comemos e calamos!

    • lilianatiago on 17 de Outubro de 2012 at 9:10
    • Responder

    Ainda agora estava a concorrer para horários no Agrupamento de escolas nº1 de Beja e lá está um desses critérios supostamente ilegais… Acho que a circular adiantou de muito pouco…

    • Ju29 on 17 de Outubro de 2012 at 10:53
    • Responder

    Até ao dia de ontem todos os critérios eram legais e admissíveis, caso contrário não apareciam na plataforma. No fax que anda a circular que uma escola recebeu, o motivo da anulação dos horários é o modo incorrecto como a escola procedeu à entrevista aquando da aplicação dos seus critérios, não tendo aplicado a totalidade de critérios a todos os candidatos. Não aponta os critérios que a escola definiu como ilegais (nem pode, porque foram aprovados pelo MEC). O que o MEC decidiu é que agora esses critérios já não são admissíveis.
    Não acredito que vão anular 95 a 99% das OE… Penso que não vão deixar que estes critérios continuem a aparecer, mas só vão anular os horários nas escolas que anteriormente aldrabaram de forma descarada a entrevista ou a avaliação curricular. Até porque sei de uma escola esteve a inspecção e quando viu que, com a famosa grelha de Excel, o candidato seleccionado (entre todos) era o mais pontuado, não disse nada.
    Esta é, infelizmente, a minha interpretação do que li…

    • mg on 17 de Outubro de 2012 at 10:59
    • Responder

    Segundo a circular um subcritério como “experiência de ensino na escola TEIP que procede à oferta” é inválido, mas acho que os directores têm imaginação e facilmente podem dar a volta a isto, ou seja se o subcritério for “experiência em projectos TEIP” já é válido! Porque não especifica que tenha que ter sido naquela escola. Ou critérios como o envio do curriculum em que devem especificar neste em que escolas é que já leccionaram… Não me parece que esta circular seja suficiente…

    • Democrato on 17 de Outubro de 2012 at 19:26
    • Responder

    “O problema nunca esteve no Decreto Lei 132/2012” Isso quer dizer que o referido decreto-lei está muito bem? Por isso é que deu origem a tantas interpretações, de gente com experiência no assunto, levando a mais que um esclarecimento por parte da DRAE, pois o referido DL era omisso numa série de questões. Dá vontade de rir… …dos supostos iluminados. A partir de 1 de Janeiro espera-se mais confusões-nas escolas, querem uma aposta, devido ao mesmo DL que está muito bem… porque durante 4 meses não se pode colocar todo o tempo de serviço e depois já se pode, Arlindo quer explicar esta arbitrariedade, o seu sentido?


    1. Lê o novo post e as declarações de Nuno Crato de hoje para perceberes o quão inútil será a legislação sobre as contratações de escola para 2013/2014.
      A partir de 1 de Janeiro de 2013 também não se pode colocar o tempo de serviço até 31/08/2012.

        • Democrato on 18 de Outubro de 2012 at 4:23
        • Responder

        A ser assim, então a burrice continua, confirmação que este DL nunca nasceu bem. Deve ser o único concurso de emprego que nos diz para não mencionar se trabalhou ou não trabalhou no último ano! Mas depois avalia no currículo profissional o trabalho que pediu para não mencionar! Está tudo doido, só podia vir dos políticos corruptos e incompetentes… estranho é ver quem concorde com esta estupidez.


  2. O Nuno Crato não fica lá muito mais tempo, Arlindo. Ou acha que fica?! Tudo o que disser o ministro é irrelevante. Também o Ministro é um contratado a prazo.
    Este país está a cair de podre graças ao Crato, Passos, Borges e sua escumalha.

      • Democrato on 18 de Outubro de 2012 at 4:13
      • Responder

      Queres tu dizer os políticos… todos! Este regime está obsoleto e tem que ser rapidamente substituído, direita… esquerda… coisas do passado que nos levaram a nova escravidão, o meu corpo não é de direita nem de esquerda, é um corpo inteiro, por isso é que o mesmo se mantém em equilíbrio. Ideologias da treta mascaradas por interesses económicos, portanto corrupção.
      Quanto as previsões do Arlindo… vamos todos ao fundo, é uma questão de tempo, estamos a preparar o futuro mas vai ter que passar por um banho de sangue e uma caça às bruxas para que mais ninguém volte a lesar o país.


  1. […] O print screen encontra-se aqui. […]

Responder a Democrato Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog