8 de Outubro de 2012 archive

Casos Muito Complicados

… de quem sofre das incompetências, desentendimentos ou descuido dos dirigentes para resolver um simples caso.

Pelo tamanho do mail colco-o neste link para compreenderem melhor toda a situação. Mas não é caso único alguém estar a prestar serviço letivo na sua escola e ainda estar declarado como horário zero.

Pessoalmente até conheço alguns casos destes.

O mail que recebi também contém uma informação dada pela DREN que já pensei nela e dentro de algum tempo tentarei abordar num post e que tem a ver com o facto de um horário zero ser colocado numa outra escola no presente ano ver considerada essa sua nova escola como lugar obrigatório para trabalhar em 2013/2014, mesmo depois de um concurso nacional.

 

No início do mês de setembro, ainda na Escola XXXXXXXX, foi-me atribuído um horário completo com 22 horas letivas em substituição de uma professora, igualmente do quadro, a qual, devido a um problema oncológico tem estado ausente desta escola já há dois anos. Acrescento aqui que todos na escola sabiam deste caso, inclusivamente a direção da mesma, e sabiam que a referida professora durante 36 meses, tal como está previsto para casos similares, não voltaria á escola e, mais ainda, da boca da própria foi dito que após estes 36 meses, iria ficar outros 18 meses aproximadamente sem lecionar aproveitando aquilo que está legalmente previsto para casos semelhantes.

Posto isto, tendo um horário nas mãos, comecei a trabalhar normalmente. Entretanto, como sabia que o meu nome estava ainda na bolsa de recrutamento (reserva de recrutamento) e dali não tinha sido retirado, no dia 13 de Setembro tive o cuidado de enviar uma mensagem electrónica para a Diretora da Escola XXXXXXXXXX a dizer-lhe que tinha acabado de ver no site da DGAE, o meu nome na referida lista e simultaneamente perguntei-lhe se haveria algum erro em todo este processo.

No passado dia 27 à noite, recebo a desagradável notícia de que, em resultado da 3ª Reserva de Recrutamento, tinha ficado colocado com o horário número 12 na escola com o código XXXXXX e como tal, caso aceitasse a colocação, teria de me apresentar no prazo de 48 horas no Agrupamento de Escolas XXXXXXXXXXXXXXXX.

no dia 3 saem os resultados da 4ª Reserva de Recrutamento e para surpresa minha, a professora que estava atrás de mim na lista de graduação e que tinha ficado colocada pela Diretora da XXXXXXXXXXX numa escola primária em substituição de uma professora do 3º ano de escolaridade (escola essa integrante do Agrupamento XXXXXXXXXXXXX), nesta 4ª Reserva de Recrutamento, a dita professora é colocada novamente na Escola XXXXXXXXXX para ocupar precisamente o lugar que durante os primeiros 15 dias deste ano letivo, tinha sido ocupado por mim, com o mesmo horário que eu tinha e para além disso, acabou por ser retirada da referida bolsa de recrutamento que era aquilo que eu sempre tinha pedido.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/casos-muito-complicados/

Síntese de Reunião (Contratados)

CONCLUSÕES DA REUNIÃO COM PROFESSORES CONTRATADOS

Síntese reunião professores contratados

 

No dia 2 de Outubro pelas 18:30h, realizou-se uma reunião na sede do sindicato SPZN, dirigida pela professora Laura Martins, com a presença dos dirigentes Eugénia Casais, Anabela Ferreira, e Paulo Pereira.

Foi feito um breve balanço e resumo histórico, acerca da evolução do corpo docente nos últimos anos, bem como, do papel determinante que o SPZN/FNE teve na vinculação dos professores num passado recente.

SPZN/FNE sempre defendeu que, deverão ser apuradas as reais necessidades do sistema de ensino, para posterior abertura de lugares de quadros, uma vez que, saíram milhares de professores do ensino, sem que estas vagas tenham sido recuperadas.

No debate, foram ouvidas as opiniões, dúvidas, receios dos professores em geral, e dos professores contratados em particular.

Uma preocupação de todos os presentes foi que, a renovação de contratos, não deverá ser um fator determinante para a VED (vinculação extraordinária de professores), uma vez que, está repleta de injustiças, com as sucessivas alterações de regras que foram acontecendo, sobretudo neste dois últimos anos e não respeita de forma alguma a graduação profissional e o tempo de serviço.

Uma das dúvidas apresentadas, prende-se com o facto de, para o próximo ano, estar já previsto o concurso para os quadros, daí que, exista alguma incompreensão e desconfiança em relação à VED.

No último concurso nacional, constatou-se que a mobilidade se centrou quase exclusivamente na dos professores dos quadros, das ilhas para o continente e de QZP para QA, sendo a vinculação de professores contratados quase residual.

Uma das sugestões para a vinculação de professores foi no sentido de igualar as exigências do sector público e privado (empresarial), onde ao fim de três anos de contrato (de acordo com a lei geral do trabalho), as empresas (entidades patronais) têm de passar os trabalhadores aos quadros. Porque não exigir o mesmo ao estado português? Respeitando a graduação profissional e antiguidade para o efeito.

Houve consenso que, no concurso nacional, as vagas que ficam livres pela mobilidade do concurso interno, devam automaticamente ser tidas em conta nesse mesmo concurso.

Foi referido também que o levantamento de vagas para a vinculação extraordinária deva incluir os TEIP e as escolas  com contrato de autonomia.

A criação de uma bolsa de professores vinculados extraordinariamente afetos a uma zona geográfica poderia eventualmente ser benéfico para o sistema, evitando, ou atenuando desta forma, que todos os anos tenham de ir a concurso de contratação um número tão significativo de docentes.

O fim da contratação de escola foi muito reivindicado dado que tem gerado situações injustas para os candidatos (pelas decisões apressadas que têm de tomar), para as escolas (pela morosidade do processo de seleção) e para os alunos que acabam por ter professores colocados tardiamente.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/sintese-de-reuniao-contratados/

Divulgação

Deixo alguns pedidos de divulgação que me chegaram à caixa de email.

 

Partilha de materiais escolares

Grupo de partilha de materiais escolares

http://www.facebook.com/groups/148080342000099/

 

Recursos online

Deixo o endereço de um blogue (recentemente criado) dedicado à promoção da língua portuguesa com uma lista exaustiva de recursos gratuitos online (dicionários, enciclopédias, glossários) e desafios linguísticos acompanhados das respostas e explicações detalhadas:

http://portuguesemforma.blogspot.pt

António Pereira

 

Apoio a Doutoramento

Encontro-me a desenvolver uma investigação cuja temática é a avaliação do desempenho docente no âmbito de um doutoramento em ciências da educação da Universidade de Évora.

A investigação em curso pretende determinar junto dos docentes do Alentejo quais os indicadores e procedimentos que os professores querem ver contemplados na avaliação do seu desempenho e que objetiva a elaboração de uma proposta de modelo de avaliação que vá ao encontro dos indicadores e procedimentos que forem identificados no estudo.

Trata-se de um estudo cuja temática interessa a todos os que trabalham no e para o ensino. A ADD está agora mais esquecida perante as notícias diárias relativas à infeliz situação económica que atravessamos mas julgo que não pode nem deve ser menosprezada.

Ainda que este estudo esteja orientado para os docentes do Alentejo, pode ser respondido por qualquer professor do país (além de mais, muitos dos professores que hoje estão noutras regiões já trabalharam no Alentejo) por isso peço-lhe encarecidamente que se considerar que este trabalho tem algum interesse para todos nós, me ajude a sensibilizar os docentes a participarem na investigação, talvez assim se consiga contribuir um pouco mais para entender como os professores querem ser avaliados.

Se assim o entender peço-lhe apenas que coloque uma referência a este estudo e respetivo link de acesso ao questionário de investigação (http://www.inqueritos.uevora.pt/index.php?sid=28244) nos seus blogs e/ou através dos seus contactos.

O questionário preenche-se muito facilmente e é de curta extensão.

Ficar-lhe-ei muito grato se me puder ajudar.

Muito obrigado pela sua compreensão.

Com os melhores cumprimentos.

 

Por fim também recebi uma newsletter do portal do governo a contar uma história de um Sérgio que se encontrou com o primeiro ministro no âmbito do projeto criado na página do governo chamado “o meu movimento”.

Começa assim esta newsletter:

Todos conhecemos nomes como Pedro Passos Coelho ou Assunção Cristas. Mas poucos conhecem o nome Sérgio Caetano e a sua incrível história.

O Sérgio é um jornalista de 37 anos e vive em Castelo de Paiva com a sua filha de um ano. Em Janeiro de 2012, o Sérgio estava desempregado e à procura de uma oportunidade para melhorar a sua vida. Enquanto corria os jornais encontrou a notícia: “Governo lança a plataforma O Meu Movimento”.

Dois meses depois, este português de 31 anos estava sentado em frente ao Primeiro-Ministro de Portugal a defender os méritos da Abolição da Corrida de Toiros, uma causa em que acredita apaixonadamente, e por sua causa, o debate foi relançado pelo país fora e a sua contribuição foi levada em conta na nova lei das touradas.

 

Infelizmente o movimento em defesa da EVT ficou em segundo lugar, mas se porventura tivesse sido o vencedor será que a APEVT também faria história com a manutenção da disciplina?

Mas afinal o Sérgio tem 31 ou 37 anos?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/divulgacao/

Caso Resolvido do 910

… em que uma docente ficou colocada em horário incompleto no grupo 910 na RR2 e na qual dei amplo destaque em vários posts, a começar neste.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/caso-resolvido-do-910/

Por Vale Flores

Caso muito caricato de uma Oferta para as AEC em que se pede alguém com menos de 40 anos de idade e menos de 5 anos de experiência nas Actividades de Enriquecimento Curricular.

Mas como a oferta contêm o contacto telefónico de alguém responsável pela oferta podem perfeitamente procurar a explicação para esse tipo de critério.

Depois não se queixem de aparecer na aplicação algo semelhante a isto:

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/por-vale-flores/

Escolas Pagam Custas Pelos Processos da Caducidade

O Jornal de Notícias divulga hoje na edição em papel que as escolas começaram a receber notificações para o pagamento das custas judiciais dos processos ganhos pelos docentes relativamente à caducidade do contrato. O exemplo foi dado pelo Agrupamento de Escolas de Poiares que terá pago 200 euros e que este valor acabou por sair do orçamento da escola.
Além dos 61 mil euros que o MEC pagou num parecer para evitar o pagamento da caducidade de contrato vai ter de pagar as custas com todos os processos que perder. Valerá a pena esta intransigência do MEC em não querer pagar um direito que assiste aos professores?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/10/escolas-pagam-custas-pelos-processos-da-caducidade/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog