EVT nos Pareceres

As siglas EVT aparecem em 28 ocorrências no documento síntese que o MEC elaborou dos pareceres que recebeu para a revisão da estrutura curricular.

Esta é uma primeira análise em bruto as ocorrências mais importantes da sigla EVT. Alguns pareceres utilizam o nome completo da disciplina e ainda não cheguei a essa fase, embora tenha colocado nesta primeira análise a posição da ANDE e da ANAPET.

 

1.  Conjunto  das   propostas/sugestões  constantes  dos   contributos   provenientes  de   Conselhos  Pedagógicos,  Conselhos  Gerais,  Direções Escolas/Agrupamentos de Escolas, bem como de Colégios Particulares

    1. Na impossibilidade de manter a disciplina de EVT no modelo de funcionamento atual, lecionação de EV e ET em sistema  de desdobramento de turma.  Assim, a turma  deveria repartir-se entre EV e ET em dois blocos de 90 min por semana.
    2. No próximo ano letivo, no 6.º ano, manutenção da disciplina de EVT com a carga horária atual e com dois docentes. Assim, o novo desenho curricular só se aplicará aos alunos em início de ciclo. Atribuição, na disciplina de Educação Visual, nos 5e 6.º anos, de uma carga letiva de 90 + 45 min semanais.

 

2. Conjunto das propostas/sugestões constantes  dos contributos  provenientes das várias Associações, Sociedades Científicas, bem como Instituições de Ensino Superior

    1. Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE) – Proposta de que a responsabilidade  pela organização, em monodocência, da Educação Visual e da Educação Tecnológica, bem como a organização dos apoios ao estudo sejam entregues aos Agrupamentos de Escolas.
    2. Conselho de Escolas – Proposta de manutenção da disciplina de ETV no 2.º ciclo.
    3. Escolas dos Salesianos em Portugal – Não consideram  necessária a divisão de EVT em 3 disciplinas.

    4. Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais – Manutenção da disciplina de EVT e do par pedagógico

3.  Conjunto  das  propostas/sugestões  constantes   dos  contributos   provenientes   das  várias  Associações de Professores,  Associações Sindicais  e Organizações Políticas

  1. Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual (APECV) – A  substituição  da disciplina de EVT por duas disciplinas e a criação de uma terceira (TIC) aumenta a dispersão em vez de a reduzir.

  2. Associação Nacional de Professores de Educação Técnica e Tecnológica (ANAPET) – Proposta   de  manutenção  da disciplina   de   Educação  Visual  e Tecnológica, enquanto unidade curricular autónoma

  3. Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica (APEVT) – Defende a manutenção da disciplina de EVT no 2.• ciclo do ensino básico, com o atual regime de docência, pois promove a integração disciplinar, um modelo de sucesso e de melhoria da qualidade do ensino e das aprendizagens.

  4. FNE – Não entende  as vantagens da desagregação da disciplina de Educação Visual e Tecnológica em duas disciplinas, considerando  mais vantajosa  a manutenção do regime  anterior/ pelas potencialidades  que cria o trabalho  de equipa nesta disciplina. Não é possível-por razões de segurança, de prática letiVa, por razões pedagógico-disciplinares, de rentabilidade e aquisição  de competências, que  as disciplinas de  EVT/ET/EV sejam  lecionadas  por um só professor e com a turma inteira, assim como numa aula experimental de Físico-Química ou Ciências da Natureza;

  5. FENPROFA substituição  de  EVT  por  duas  disciplinas, das  quais  se desconhecem  os programas  e  que  aumentam a dispersão curricular. Manifesta  a sua clara oposição à eliminação da disciplina de EVT e do seu funcionamento em par pedagógico.

  6. Organização Nacional de Estudantes Socialistas do Ensino Básico e Secundário (ONESEBS)Tendo  em  conta  que  os empregos  do futuro  terão  incontornavelmente uma  componente tecnológica  muito mais avançada, a JS considera que a proposta de eliminar a disciplina de EVT, criando três disciplinas separadas, assim como de eliminação  de  ET e de TIC no 9.º ano, irá resultar na perda de competências tecnológicas  dos estudantes.

  7. FENEI/SINDEP – Deve ser assegurada a manutenção da disciplina de EVT, justificando-se esta, por um lado, pela vantagem  de não aumentar o número  de disciplinas do 2.2 cicloe  por outro,  em termos pedagógicos por permitir a integração dos conceitos  das artes e tecnologias

4. Conjunto das propostas/sugestões constantes dos contributos  provenientes de professores, encarregados de educação e cidadãos a título individual

  1. Manutenção da  disciplina de  EVT  no 2.º ciclo, tendo  em  conta  que  as orientações  programáticas  existentes já contemplam os conteúdos de Educação Visual, de Educação Tecnológica e de TIC. Manutenção  do regime de funcionamento atual, com um par pedagógico, tendo em conta as questões de segurança e de acompanhamento  individual dos alunos.

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/04/evt-nos-pareceres/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • HelenaMartins on 26 de Abril de 2012 at 23:00
    • Responder

    Dos 1.600 contributos que terão chegado ao Ministério, fica por explicar o que levou à decisão da extinção da Educação Tecnológica no 3.º Ciclo.

    • Cruz on 27 de Abril de 2012 at 23:48
    • Responder

    Em nenhum dos contributos é sugerida a extinção da Educação Tecnológica do 3º ciclo. Os motivos de tal decisão deviam ser objecto de uma investigação tipo CSI pois são totalmente obscuros.

    • Carlos Gomes on 28 de Abril de 2012 at 21:07
    • Responder

    Examos Srs.
    Deputados da Nação,
    Sr. Primeiro-ministro,
    Sr. Ministro da educação

    Porque ninguém pediu,
    porque ninguém justificou, (como mostra o Relatório final da análise dos contributos … )
    Por uma formação integral no ensino básico NÓS QUEREMOS JUSTIFICADAMENTE:

    • 1º Ciclo – a componente de expressão plástica e de ciências experimentais em coadjuvação com o professor generalista (como na Região Autónoma da Madeira)

    • 2º Ciclo – a disciplina de EVT com a componente tecnológica em alternância e regime de desdobramento (semelhante às Ciências da Natureza)

    • 3º Ciclo – a disciplina de Educação Tecnológica obrigatória no currículo em opção com as TIC

    Eu, professor de EVT e ET, quero trabalhar na escola em Portugal!

      • Conceição Fonseca on 28 de Abril de 2012 at 22:32
      • Responder

      Colega Carlos Gomes, considero que a proposta que apresenta (parece-me que é a última da APEVT) não vai de encontro ao que os professores de ET e a sua organização defendem!!! Educação Tecnológica não deve opção e sim obrigatória, poderá, isso sim, funcionar numa organização semestral com TIC.

      Eu, professora de ET, também quero trabalhar na escola em Portugal!

    • Alexandre Marinho on 27 de Abril de 2016 at 14:49
    • Responder

    As pessoas esquecem-se da Educação Tecnológica do 3º ciclo que deveria ser obrigatória até ao 9º ano e não ser opção das escolas no 7º e 8º anos. enfim…

Responder a Alexandre Marinho Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog