«

»

Abr 20 2012

Imprimir Artigo

Em Contra-Ciclo

Professores de Artes passam a poder estar integrados na carreira docente

 

A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade uma resolução do BE que recomenda ao Governo que todos os professores de técnicas especiais com vínculo à função pública sejam integrados na carreira docente.

O PSD, pelo deputado Emídio Guerreiro, e o CDS/PP, pelo deputado Michael Seufert, anunciaram a apresentação de declarações de voto sobre este diploma.

Em declarações à agência Lusa, a deputada bloquista Catarina Martins disse que atualmente existem vários professores das disciplinas de Artes que “não têm qualquer enquadramento” e que estão “no reino do nada, como se não tivessem profissão“.

“Houve um grupo de professores que, por um buraco na lei e por nunca ter existido uma visão integrada do ensino artístico e ter sido tudo resolvido sempre portaria a portaria, ficaram na situação muito estranha de ter tido vínculo definitivo à função pública, estarem no quadro da escola, mas nunca terem sido reconhecidos como docentes”, observou.

Catarina Martins adiantou que há vários docentes da Escola Artística Soares dos Reis, no Porto, e da Escola António Arroio, em Lisboa, nesta situação.

A deputada do BE notou que continuam “a existir problemas” e que é necessária uma solução de fundo mas que com a aprovação desta recomendação se resolve “uma questão de justiça e de dignidade profissional”.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/04/em-contra-ciclo/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Jorge
    Pois, Dignidade Profissional, acho bem, mas para TODOS OS DOCENTES!

    Falam de alguns docentes, mas dos milhares que estão em situação “dificil” não falam! Não percebo estes Politicos Nojentos!

       1 likes

    1. Maria
      Não admira que o BE esteja a baixar nas sondagens… andam mesmo em contra ciclo, como diz muito bem o titulo.

      Nada tenho contra os professores de técnicas especiais. O BE é que parece não saber aproveitar as oportunidades.

      Quando milhares de professores de artes, podem ficar sem emprego, entram nos quadros outros tantos. Para irem substitui-los?
      Anda tudo maluco? haja paciência.

      Já percebi porque é que o BE ainda quase nada disse sobre o que os profs de ET, EV, EVT, estão a passar.

         0 likes

      1. artur
        Estes professores já estavam nas escolas e serão, quanto muito, umas dezenas. E não vão ocupar os lugares de outros, vão continuar a ocupar os lugares que já ocupavam. Pura e simplesmente é-lhes feita justiça e passam a ser professores como os outros e passam a poder sonhar com uma carreira como os outros…

           0 likes

        1. Jorge
          Ok Artur, está explicado! Obrigado e cumprimentos!

          Jorge Santos

             0 likes

      2. Zabka
        É limitada ou quê? Não vê que essa recomendação é para os profs. das escolas artísticas que se encontram no limbo, não tem nada a ver com EV ou EVT.
        Não admira que este país esteja assim, com gente que só critica quem defende a escola pública e vota nos coveiros do ensino e do país.

           0 likes

Deixar uma resposta


Get Widget
Login