«

»

Mar 06 2012

Imprimir Artigo

Atas e Informações

Que servem como prova de vida da sua existência.

SINDEP

SIPE

A primeira proposta do MEC seria publicada se ninguém negociasse. Assim, o SIPE negociou e conseguiu:

1 – Mobilidade interna anual: Destacamento por ausência da componente letiva (DACL) e destacamento por aproximação à residência (DAR);

2 – Princípio da graduação profissional para seleção dos professores a DACL (já não é o diretor quem escolhe);

3 – Possibilidade de permuta anual para os docentes dos quadros e contratação inicial;

4 – Destacamento por condições específicas (DCE) procedimento próprio anterior a qualquer mobilidade;

5 – Manutenção do horário na escola com apenas 6 horas letivas;

6 – Possibilidade de regressar à escola de origem desde que haja disponível um horário mínimo de 6 horas;

7 – Possibilidade de se poder concorrer em simultâneo à transferência de agrupamento e transição de grupo de recrutamento;

8 – Possibilidade de serem opositores a mais que dois grupos de docência desde que tenham habilitação profissional;

9 – Manifestação de preferências para a contratação para três intervalos de horário: completo, entre 15 e 21 horas, entre 8 e 14 horas.

10 – A manutenção da 1.ª prioridade nos concursos para os docentes com 365 dias no ensino público nos últimos 6 anos.

11 – Manutenção da reserva de recrutamento até 31 de Dezembro para os docentes contratados;

12 – Os docentes da escolas com contratos de associação mantêm a primeira prioridade desde que opositores ao concurso de contratação no ano imediatamente anterior ao concurso externo;

13 – Critérios objetivos para a seleção de oferta de escola;

14 – Todos os docentes contratados serão remunerados pelo índice 151;

Não conseguimos…

1 – concursos anuais

2 – A retirada total da entrevista como critério opcional para seleção de candidatos à oferta de escola (50% são obrigatoriamente a graduação profissional e 50% a entrevista ou ponderação curricular

3 – A colocação dos docentes com contrato de associação (90 escolas), na segunda prioridade.

Mas não desistimos!

Seguir:
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/atas-e-informacoes/

  • Zaratrusta

    1ª prioridade para docentes das escolas com contrato de associação- concorrem no ano anterior, não aceitam a colocação, não são penalizados e entram na 1ª prioridade- BONITO

    Todos os contratados serão remunerados pelo índice 151- a partir de quando? 2014?

  • Falcão

    Para os colegas de Quadro vai existir concurso de DAR para o ano letivo 2012/2013?
    Obrigado
    • BMG

      Entrando o decreto-lei resultante do acordo em vigor, que será o quanto antes, e dizendo lá que o concurso para mobilidade interna (DACL e DAR) é anual, acho que se pode concluir que já se vai poder concorrer para mobilidade para 2012/13.
  • Maria

    Alguém sabe se o tempo de serviço das AEC conta para a 1ª prioridade. Tenho muito tempo de serviço nas AEC e apenas 300 dias no 3º ciclo e secundário…
    • Morais

      Claro que conta…
  • luis

    Acho escandaloso o facto de terem aceite que os docentes do privado possam ter de mão beijada a 1ª prioridade enquanto que os docentes do público matam-se para conseguir trabalhar no público e conseguirem juntar 365 dias!!! Como foi possível os sindicatos aceitarem tal barbaridade!!!???? Ando eu a pagar, durante anos, um sindicato para me apunhalarem pelas costas???? INADMISSIVEL
  • Augusta

    Desculpem a minha ignorância, mas os contratados já não recebiam todos pelo índice 151, desde que tivesse horário completo e fossem licenciados ?
  • cp

    não, o 151 era para os licenciados profissionalizados com mais de 365 dias de tempo de serviço após a profissionalização. antes disso passavam pelo período probatório em que recebiam pelo índice 126, até terem esses 365 dias.

  • Boa Tarde
    Algum dos colegas poderia explicar-me uma dúvida?
    É que há pouco o Secretário de estado, disse aos jornalistas que os professores poderiam colocar as suas preferências neste final de mês,princípios de Abril.
    Mas, pelo que tenho lido continua a haver duas fases do concurso.Esta que começa agora no final de Março e a outra em Agosto.
    Em que ficamos.
    Obrigada
    Professora Contratada
  • Aires

    Rica m**** que conseguiram! Os contratados mais uma vez não interessaram para nada…
    Estou agradecido ao vosso sindicato de acólitos (mais os outros cinco) por ir concorrer na 2ª prioridade. Fiz a maior parte do meu tempo de serviço no privado (como contratado – ao fim de três anos saía sempre por casa do vínculo laboral e voltava passado um ano), aceitei um horário no público no ano passado (abdicando da possibilidade de ficar mais 2 anos na escola onde estava) para garantir a 1ª prioridade no póximo ano e agora fico na 2ª prioridade! Por meia dúzia de dias não tenho os 365 dias de serviço no público..A conversa do menos mau para vocês é a desgraça para muitos,especialmente contratados. Não fiquem contentes com o desemprego de muitos à custa dos que vêm dos privados, graças à vossa assinatura!

    • Se entravas e sais do particular quando querias posso sugerir que te mantenhas por lá. 😀
  • Carlos

    Parabéns Arlindo,

    Conseguiram muitas vitórias sobre o MEC, destaco o se poder concorrer a mais que 2 grupos de recrutamento e o se passar a ser remunerado pelo Índice 151…

    Quanto á 1ª prioridade penso que quem já a tinha garantido a devia manter…os colegas que andaram a perder dinheiro em substituições vão ser prejudicados!

    • Carlos

      No geral é um bom acordo…mas não se esqueçam que as contratações ainda vão ser filtradas pelo Gazapar!!
  • Aires

    Meu caro Arlindo, não entrava e saía porque queria…apenas é a precariedade da geração do séx XXI. Estagiei em 2003/2004, fui impedido de concorrer em 2004/2005 pelo famoso David Justino, nunca fiquei colocado no público até ao ano passado, apesar de arriscar todo Portugal Continental. Garanti a 1ª prioridade com a colocação no ano passado no ensino público e agora vocês assinaram um acordo que beneficia os professores do privado. Tem alguma lógica os professores do público precisarem de 365 dias de tempo de serviço para serem 1ª prioridade e os do privado nenhum???Que igualdade está aqui presente??
    O senhor deve ficar contente porque sabe que nunca será despedido, não tem contratos a termo certo (como tiver sempre no privado), sabe onde irá dar aulas em Setembro, sabe qual é o seu ordenado e pode planear as suas contas durante todo o ano. Pois a forma fria e com sorrisos como fez alusão ao facto de ter dado aulas no privado não é digna de um colega de profissão. Dei aulas no privado (nunca em horário completo) porque no público nunca consegui entrar, no ano passado entrei, garanti a 1ª prioridade e agora o governo (com a vossa assinatura) roubaram-ma!
    • Bruno

      Ó Aires! No ensino público os contratos para os contratados agora também são a termo resolutivo certo ou incerto…Eu sei que esse ano 2003/2004 de facto foi terrível para os finalistas que foram impedidos de concorrer. Aliás foi o único ano em que os finalistas foram impedidos de concorrer. Causou danos irreparáveis…volvidos 8 anos ainda hoje se fazem sentir …mas o Aires ainda conseguiu lecionar no privado. Muitos colegas não conseguiram e sujeitaram-se a horários pequeníssimos para conseguir a 1.ª prioridade a partir do ano 2005/2006, quando finalmente os deixaram concorrer. Sabe disso, não sabe? Na altura foi um dos sortudos que conseguiu trabalhar num privado.

    • Não quis fazer juízo de valor da tua dificuldade, ok? A forma como abordaste o assunto levou a querer que trabalhaste no privado e vinhas de vez em quando ao público apenas para garantir a prioridade. Também achava que a melhor solução era garantir até 2014 as prioridades de quem já as tinha e começar a contar a partir da data de publicação deste diploma as novas regras com efeitos futuros, ok?

      Se estiveres disposto podemos enviar essa pergunta ao marcelo para o próximo domingo de forma a perceber se é legal terminar com as espectativas adquiridas e que são cortadas desta forma.
      Porque também tenho dúvidas que isso seja legal.

  • Aires

    Rectificação:Dei aulas no privado (nunca em horário completo) porque no público nunca consegui entrar, no ano passado entrei, garanti a 1ª prioridade e agora o governo (com a vossa assinatura) roubou-me!
  • Marta

    Seja como for esta proposta, se for realmente nestes termos parece-me mais justa… ou seja, são contemplados com a primeira prioridade docentes que passaram o período probatório… o que me faz rir perante o 151, o que fazem é descongelar a quem foi congelado mais de resto tendo os da 1ª prioridade já passado o período probatório já são pagos pelo 151.
  • Aires

    Justa??Para garantires a 1ª Prioridade necessitas de 365 dias de serviço no público e quem vem do privado basta ter 0 dias de tempo de serviço no público!
    • Marta

      Eu não disse justa… disse mais justa quando comparada com as anteriores que deixavam milhares de professores de fora
    • pedro

      Ó Aires, não deves ser boa bisca, pois estiveste anos no privado e agora vens cuspir no prato…

      Tem dó! Fica-te mal!

  • Patrícia

    Desculpem a pergunta, mas depois de tudo o que já li do que foi acordado entre os sindicatos e o Ministério, digam-me, pois não sei se entendi bem:

    1- Continuam a haver reconduções também para os contratados, certo?
    2 – E este ano lectivo, isso vai acontecer?..ou vai haver concurso para toda a gente??

    (estou farta desta treta da continuidade pedagógica, que só tira lugar a quem tem mais tempo de serviço. Os colegas que têm o azar de ficar sem horário na escola onde estão e voltam a concurso, vão ficando atrás de uma data de colegas, que por sinal têm menos tempo de serviço, e ficaram com horário completo! Para além disso, se todos fizerem o seu trabalho como deve ser, no ano seguinte, os que vêm, conseguem dar continuidade às turmas, sem qualquer obstáculo.)

    3- E a situação de EVT???? Ninguém discutiu??? Ou seja, vai haver o maior despedimento de professores em massa de que há conhecimento na história, mas nenhum sindicato se deu ao trabalho de discutir???

    Desculpem o desabafo, mas depois de 10 anos a andar de uma lado para o outro, com a casa às costas, ser dispensado do ensino porque decidem que as Artes não interessam, é dose!…ninguém merece!!!

    Agradeço o esclarecimento acerca de haver ou não concurso geral este ano, porque há cerca de 3 semanas li no Expresso que ia haver concurso para afectação, mas não sabiam a quantidade de vagas que iam haver. Como não li nada neste último acordo, estou na dúvida!

  • Aires

    É o discurso do menos mau…é o pensamento TINA – THERE IS NO ALTERNATIVE. É como se inicialmente te dissessem morreram os teus pais…haaa afinal foi só o teu pai..
    O que é mau nunca é justo! Esta versão é mais justa do que havia anteriormente? Não é! Esta versão acabou com os compadrios das ofertas de escola? Não acabou, a entrevista pode valer até 50%. Por isso falar de justiça?hummm…pensa bem…
  • Paula

    Boa tarde Arlindo.
    Então e como fica a situação de os DAR terem de regressar á escola de origem ao fim de 4 anos em DAR? Se o concurso passa a ser anual…
    Obrigada
  • Daniel Pereira

    Boa tarde, Arlindo.

    A situação dos DCE´s está prevista onde? Não encontrei nada no documento final!

    Terei visto mal?

    Cumprimentos

  • BMG

    Patrícia:
    Sim, este ano ainda poderá haver renovações, sendo o último ano. Isto porque depois há concurso interno e externo(para a entrada nos quadros), que será em 2013…
    • Patrícia

      Obrigada pela resposta colega! Pois eu este ano fui uma das pessoas que ficou de fora nos concursos, por ter concorrido apenas a horários anuais e não a substituíções. A partir do momento em que mexeram na 1ª bolsa de setembro, nunca mais consegui entrar. Acabei por ficar colocada a 23 de Janeiro em Lisboa, com 12 horas. Aceitei a pensar q
  • Cris.

    Para o Daniel
    Os DCE’ s vão ter um diploma próprio por isso não aparece nada sobre os DCE no documento final. As últimas informações são do SIPE ” 4 – Destacamento por condições específicas (DCE) procedimento próprio anterior a qualquer mobilidade;” Resta esperar para ver o que vai sair nesse diploma!!!
    • Daniel Pereira

      Obrigado Cris.
  • joquim zéi

    concordo ctg. tenho nojo de pertencer a uma classe profissional cheia de gente merdosa!! é cada um por si. «se não me afecta ou se isso não me penaliza, tudo bem, não há problema, pode seguir essa medida». é por causa de gente merdosa que anda para aí, que não lutou pelos direitos dos contratados em tempo útil, evitando que se chegasse a esta miséria que temos actualmente, QUE SOMOS OS MAIORES PRECÁRIOS! FUCK it ALL
    • joquim zéi

      esta rsp era para o AIRES
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar