«

»

Dez 13 2011

Imprimir Artigo

Redução de EVT entre 50% a 62,5%

Os números são comparados com o currículo atual.

Actualmente a disciplina de EVT tem uma carga horária semanal que varia entre as 3 e as 4 horas. Em algumas escolas foi atribuída à disciplina de EVT uma carga semanal de 4 horas no 5º e no 6º ano, em alguns casos EVT ficou com 3 tempos letivos num dos anos de escolaridade e em algumas escolas os 3 tempos letivos foram atribuídas para os dois anos do 2º ciclo.

Tendo em conta que as horas são duplicadas pela existência do par-pedagógico, o número mínimo de tempos letivos que é usado pelos professores de EVT são de 6 tempos e o número máximo de 8 tempos letivos por turma.

O que esta alteração “intercalar” propõe para as novas diciplinas saídas da EVT é a redução para 3 tempos letivos por turma, distribuídos em 2 tempos para EV e 1 tempo para ET (sendo esta disciplina feita em alternância com TIC).

Em EVT existem atualmente 286 docentes reconduzidos e 46 docentes que ficaram colocados em 31 de Agosto para horários anuais completos o que perfaz na sua totalidade 332 horários considerados como necessidades permanentes do sistema. Tendo em conta os últimos números conhecidos de professores de EVT nas escolas do continente – 6690 (estes números são de 2009/2010 onde ainda existia a área de projeto e estão também considerados os professores contratados) é previsível que esta alteração curricular coloque entre 2500 a 3500 professores de EVT dos quadros em horário zero.

No caso de despedimento deste número de docentes o estado pouparia entre 59,5 e 83,3 milhões de euros anualmente. As contas têm por base um vencimento médio de 1700€ distribuídos por 14 meses.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/12/reducao-de-evt-entre-50-a-625/

  • Pingback: Pela Blogosfera – Blog DeAr Lindo « A Educação do meu Umbigo()

  • Pingback: Com Crato é sempre a poupar: viva a revisão curricular! | Aventar()

  • lm
    eu não escreveria o último parágrafo…
    • Não vale a pena esconder a realidade. Penso que todos sabemos quais os objetivos desta alteração curricular “intercalar”. O corte poderá não ser com o despedimento direto de professores mas será com o valor global da disciplina de EVT que se resumirá a uma amostra no currículo nacional.
      E por isso vale a pena falar se compensará uma poupança deste valor para o desaparecimento da disciplina que mais satisfação causa aos alunos.
  • lm
    eu dei a minha opinião pessoal… 😉

    outro assunto:

    http://smartforum.educare.pt/index.php?id=223785

    quem ler pode pensar que escreveu aquilo tudo… (até ao fim)

    é que anda gente a copiar sem os devidos cuidados!

    • Não ligo a essas questões menores. 😀
  • Maria
    Não concordo nada e até acho desapropriada, descabida a proposta para o que fazer com horários zero. “Encher chouriços”? Isso é para inúteis! Apoios? Andar a saltar de ciclo?Daqui a pouco éramos moços de recados…ou auxiliares polivalentes…ou decoradores…Que gente má.
    A EVT está a funcionar muito bem! Aliás, é das áreas mais úteis e que mais contribuem
    para a formação integral das crianças e pré-adolescentes e, o programa, assim como o facto de ser lecionada por dois profs, está perfeitamente concebido. Querem mexer no que está a correr bem, porquê? Reforme-se o que está mal! Poupe-se no que está a mais!
  • Xana G.
    Eu não compreendo é como é que se vai decidir, em cada escola, quem vai dar EV, quem vai dar ET mais Tic, e quem não tem horário…

    Vai ser o cabo das Tormentas…

  • Alberto Miranda
    Eu, Alberto Miranda, como professor de EVT, penso que a luta do grupo 240 tem que se centrar no seguinte:
    1º- A Educação Tecnológica tem que ser lecionada por dois professores ( a grande questão é saber como é que um professor vai trabalhar, por exemplo, com madeiras com uma turma de 27 alunos, com idades entre os 10 e os 12 anos…,fora se a turma tem alunos do ensino especial;
    2º- A Educação Tecnológica deve ser anual. Trabalhar um semestre com uma turma, num tempo de 90 minutos semanal, não se consegue fazer um trabalho consistente e elaborado e nem abordar vários conteúdos;
    3º- É bom lembrar que antes de 1991 as disciplinas de Educação Visual e Trabalhos Manuais tinham no total 8 tempos semanais (cada tempo de 50 minutos!).
  • Pingback: 2600 professores vão ficar sem horário » Blog DeAr Lindo()

  • lm
    casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão
    NEM EU!
    a “proposta” do MEC visa REDUZIR CUSTOS, LOGO DIMINUIR CONTRATADOS! TODOS!
    assisto a guerrinhas sobre horas do 2º ciclo, quem dá o quê?
    chamo a atenção para que em Julho/Agosto os directores têm de distribuir o serviço entre os professores (do quadro) que já tem
    alguém acredita que possa contratar alguém (seja de que área for), se tiver profs do quadro com horários zero a quem possa distribuir esse serviço?

    pois, eu que nem razão tenho, afirmo que quem vai dar TIC, EV e ET (e etc) vão ser os actuais profs do quadro (pode ser mal, mas vão ser eles!)
    CONTINUEMOS A BATALHAR CONTRA NÓS E NÃO CONTRA ESTA VIGARICE!
    (que vamos ter um lindo enterro!)
    por lm, 2011.12.14 15:30:18

    http://smartforum.educare.pt/index.php?id=223835

  • Pingback: A confirmação dos números em EVT » Blog DeAr Lindo()

x
Gosta do Blog

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar