Reformas com penalização só aos 57 anos

Esta é uma das medidas possíveis para o Orçamento de Estado para 2012.

Quem reúne as condições para aposentação com penalização, actualmente é possível requerer a aposentação com 55 anos de idade e 30 anos de serviço, deve estar atento a esta possível alteração das regras que pode ter início já no dia 1 de Janeiro de 2012.

Segundo o Jornal Público as novas regras para a aposentação antecipada com penalização vão aumentar para os 57 anos de idade e os 32 anos de serviço.

 

 

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2011/10/reformas-com-penalizacao-so-aos-57-anos/

8 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Maria on 12 de Outubro de 2011 at 12:25
    • Responder

    É impressionante a falta de sensibilidade desta gente. Então deixaram que os bachareis se aposentassem aos 52 com a reforma por inteiro e penalizam os que ficaram brutamente nos vencimentos, deixando que quem foi tenha uma pensão superior em 300 euros a quem ficou agarrado ao trabalho. Isto é uma esperteza saloia que levará a um descontentamento insustentável.

  1. Infelizmente reparo que os docentes que reunem condições têm vindo a solicitar a anulação do pedido que requereram em meados de Dez de 2010, devem pensar que saem mais bonificados daí a 6/7 anos do que saindo agora com uma penalização de por ex. 15%…enfim. (Outra analogia possível, é quererem alimentar os filhos e os netos, esquecendo-se que não saindo do sistema, esses não arranjam colocação!)

    • Luis on 12 de Outubro de 2011 at 14:30
    • Responder

    Assistente, repara que há neste processo uma injustiça a duplicar: é que aqueles que tiveram direito a aposentação sem penalização nem sequer foram taxados nas pensões. Ora, isto configura uma dupla injustiça uma vez que não se percebe que raio de sistema é este que privilegia os menos habilitados usando o argumento de que não estaríam à altura dos acontecimentos. Mas concordo, caso não repensem dificilmente o número de desempregados no sector diminuirá. Agora vêm com a cantiga dos 57 anos e com mais penalização. Quem poderá sair assim? Ninguém! E é isso mesmo que querem pois o dinheiro para as pensões não está lá e até aí nada fazem, em consegue a medida mais elementar que seria definir um teto para essas mesmas pensões e taxá-las em irs como se estivessem no activo. Os disparates a que assistimos resultam dos interesses de militantes influentes e desonestos. Esse é o problema.

    • Moraes on 12 de Outubro de 2011 at 17:32
    • Responder

    Maria, presentemente, que é que se aposentou com 52 anos com a pensão por inteiro?
    Ou estou muito mal informado ou então não vivemos no mesmo País.

    • Moraes on 12 de Outubro de 2011 at 17:33
    • Responder

    #quem.
    Até fico nervoso com alguns comentários.

    • Ana Guedes on 12 de Outubro de 2011 at 18:15
    • Responder

    Moraes,
    Por acaso conheço um caso, mas não foi este ano, foi há 3 anos. Aposentou-se exactamente com 52 anos, reforma por inteiro, pois começou a dar aulas como professor do 1.º Ciclo aos 18 anos. Actualmente já não me parece que isso seja possível. Mas foram tempos bons para aqueles que se aposentaram. Agora gozam a sua bela pensão e nem taxados são!

    • cozinheira on 13 de Outubro de 2011 at 14:48
    • Responder

    Desculpem lá vçs todos …não faço ideia qual a vossa idade ,mas eu estou com 56 e comecei a trabalhar com 11 ,inscrita na seg-social com 12 e a descontar aos 14 ,conforme a lei ,estou desmpregada há 3 ,já não tenho qualquer subsidio ; ora pensem lá bem …não seria justo reformar-me com “alguma justiça social “,vçs não acham que já trabalhei (sim digo trabalhei ,porque sempre tive trabalho e não emprego ) o suficiente e contribuí para a sustentabilidade do sistema durante tantos anos ?sim porque há anos atrás qualquer pessoa com dores na coluna se reformava em qualquer idade ,aos vintes ,trintas e por aí ,e quem pagava as “favas”? os que estavam a trabalhar e a contribuir ,e agora nós os da minha geração que fomos tão sacrificados (as excessões eram os ricos e os filhos unicos ,práticamente !) ,estamos quase todos em situação de demprego como é sabido ,não se vê uma luzinha ao fundo do tunel ; eu até pensava que isto era um país social democrata !!!!

  2. , Desculpem lá voçes todos… não faço ideia de qual é a vossa idade,mas eu estou com 57 anos e comecei a trabalhar com 11 anos no duro que a vida nesse tempo não era facil, pergunte o SR. Ministro ao seus pais.Inscrita na segurança social como mandava a lei desde 6/1969 a 1976 quando foi trabalhar para os TLP ,até 1998 ano em que vim embora para restuturação da empresa.Depois com duas filhas a estudar tive que voltar a luta. Neste momento encontro-me desemprega outra vez ; ora pensem lá bem… não sei se seria justo reformar-mecom«alguma justiça social»VªExª não acham que já trabalhei(sim digo eu trabalhei,porque sempre tive trabalho enão emprego) o suficiente e contrbui para a sustentabilidade do sistema durante tantos anos? porque aqueles que com poucos anos se reformam com reformas de 2.000,ect.e por aí e quem paga somos nos.Estamos quase todos na situaçao de desempregados como é sabido, não se vê uma luzinha ao fundo do túnel. Parecemos mendigos a pedir emprego ,parecemos presos ir de 15 em 15 dias á junta por o carimbo, eu tenho vergonha; eu até pensava que isto era um país social democrata,Eu, sou leiga na matéria mas tantos ministros estudados.digam-me se o país desse a reforma aos desempregados que tenham 57anos 30/35 de descontos s/ penalizar por areforma da maioria já é uma miséria não seria que a nossa taxa de desemprego bachava. É triste porque nunhum patrao nos da emprego com a nossa idade. Peço desculpa mas a melhor prenda que me podiam dar de NATAL era fazer chegar esta minha mensagem ao SR. Ministro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: