Junho 2011 archive

FNE exige o FIM imediato deste modelo de avaliação injusto e burocrático

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Esta exigência faz parte da resolução que o Secretariado Nacional da FNE aprovou hoje.

Finalmente, não nos sentimos satisfeitos com a afirmação de que se vai simplesmente reformar o modelo de avaliação de desempenho, quando o que os portugueses votaram nos programas dos partidos que sustentam o Governo era a substituição do modelo vigente por um outro que consiga ser sério, justo, credível e rigoroso. E registamos com preocupação o reforço das competências dos diretores a este nível, sem que exista um sistema de formação para o exercício destas funções, e sem que exista um sistema credível para a sua avaliação.

Nesta matéria torna-se urgente e necessário o fim do atual sistema de avaliação, que ao longo destes últimos anos apenas trouxe conflitos e mal estar às escolas, não tendo contribuído em nada para a melhoria das práticas e qualidade do exercício profissional dos docentes, bem pelo contrario, uma vez que os ocupou em demasia num conjunto de tarefas burocráticas que deviam ter sido evitadas. Assim, tendo em conta as posições e iniciativas, assumidas antes das últimas eleições legislativas pelos partidos que agora compõem o Governo, bem como os princípios enunciados no programa de Governo apresentado, julgamos fundamental o respeito pelas posições assumidas e consequentemente o FIM imediato deste modelo de avaliação injusto e burocrático, permitindo nesta reta final de ano lectivo que os docentes se concentrem no trabalho que estão a realizar, dando desde já início a um processo negocial que procure encontrar um modelo de avaliação de desempenho justo, transparente e credível que seja mobilizador das boas práticas.

Ainda bem que esta posição é clara e não deixa margem para dúvidas sobre o pensamento da FNE.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/fne-exige-o-fim-imediato-deste-modelo-de-avaliacao-injusto-e-burocratico/

O Programa do Governo no Parlamento

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Pode ser visto aqui
Não estranhem! Abriu um janela de video onde está a passar o debate no parlamento.
Vou tentar embutir a janela neste post.
E terminou a maratona de hoje. Amanhã volatrei a embutir o link da emissão em directo da assembleia da república para acompanhar o debate que vai ocorrer durante todo o dia.
Principais novidades do dia:
Afirmação por PPC que não irá suspender este modelo de Avaliação por não existir tempo de efectuar uma alteração até ao início do próximo ano lectivo.
Contribuição em sede de IRS sobre o subsídio de Natal em 50% sobre o excedente do salário mínimo nacional, ou seja,  485 euros.
Se quanto a esta última medida não me oponho por se tratar de uma medida excepcional e já esperada por todos, não compreendo a justificação dada para dar continuidade a este modelo de avaliação que ainda tem muito para se fazer.
Perdeu aqui PPC a derradeira oportunidade de dar um sinal claro de querer uma mudança séria na avaliação dos professores.
[iframe: src=”http://www.canal.parlamento.pt/artv.asx” frameborder=”0″ width=”100%” height=”250″ scrolling=”no”]

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/o-programa-do-governo-no-parlamento/

Temos de acabar com este processo monstruoso de avaliação

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Passos Coelho dixit (2 minutos e 12 segundos)

Olha que, Contei Contigo!

httpv://www.youtube.com/watch?v=Gg0-XMtGuf4

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/temos-de-acabar-com-este-processo-monstruoso-de-avaliacao/

Como transformar domínios em dimensões

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

… e duplicar o número de evidências pedidas que ultrapassam o limite legal.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/como-transformar-dominios-em-dimensoes/

Calendário escolar 2011-2012

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Clicar na imagem para ter acesso ao despacho do calendário escolar 2011/2012.

Principal alteração: TÉRMINO DAS AULAS PARA O 6º ANO NO DIA 8 DE JUNHO, sabem porquê, não sabem?

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/calendario-escolar-2011-2012/

Um cartaz com todo o sentido

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

httpv://www.youtube.com/watch?v=CKW5rTkjo0Q

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/um-cartaz-com-todo-o-sentido/

A Prova de Avaliação de Conhecimentos

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Uma selecção inicial de professores que permita integrar no sistema os mais bem preparados e vocacionados designadamente através da realização de uma prova de avaliação de conhecimentos de acesso à profissão.

O programa de governo determina a existência de uma prova de avaliação de conhecimentos para acesso à profissão. Esta opinião sempre foi defendida por Nuno Crato e actualmente ela já está prevista na Lei, embora nunca tenha sido aplicada.

A questão que se coloca e estando o ensino superior na mesma pasta do ensino básico e secundário é saber em que momento deverá ser feita esta prova e quais os seus benefícios para a profissão docente.

Na sequência dos exames previstos para o 4º, 6º, 9º ,11º e 12º anos parece lógico que a referida prova tenha lugar antes do término de um curso superior que confira um grau académico com profissionalização para a docência. Estando actualmente os cursos para a docência com dois ciclos de estudos que conferem o grau de mestre, sendo que nos 3 primeiros anos apenas atribui a licenciatura e o 4º ano a profissionalização com a atribuição do grau de mestre, deveria ser antes da entrada para o 4º ano que a referida prova de avaliação de conhecimentos tivesse lugar.

Esta prova permitiria aferir os conhecimentos científicos dos futuros professores e avaliar as classificações das várias escolas superiores (públicas e privadas) que formam os professores.

Os conhecimentos pedagógicos externos à faculdade só deveriam ser avaliados em contexto de trabalho com os alunos e aquando da avaliação do docente no período probatório.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/a-prova-de-avaliacao-de-conhecimentos/

AEC – Alteração ao Despacho 14460/2008

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Foi hoje publicado o Despacho nº 8683/2011 que altera o despacho n.º 14460/2008, de 26 de Maio, que define as normas a observar no período de funcionamento dos estabelecimentos de ensino, na oferta das actividades de enriquecimento curricular e de animação e de apoio à família.

Hoje também foi conhecido o Programa de Governo onde se faz referência ao enriquecimento curricular e ao apoio à família. Assim, é muito provável que 2011/2012 seja o último ano de funcionamento das actividades de enriquecimento curricular e da componente do apoio à família tal como as conhecemos. Aguardam-se também novidades nesta área e não me admirava nada que a alteração passasse pela comparticipação das famílias com maiores rendimentos pelo usufruto deste enriquecimento curricular e deste complemento de apoio à família.

– Avaliar as actividades de enriquecimento curricular e promover a qualidade do ensino nessas actividades.

– Avaliar a componente de apoio à família e organizá-la de forma a constituir um estímulo directo para o estabelecimento de relações positivas entre a escola, a família dos alunos e a comunidade local.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/aec-alteracao-ao-despacho-144602008/

A Reacção da FNE ao Programa do Governo

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

FNE diz que programa do Governo deixa ‘espaço para dúvidas e incertezas’

A Federação Nacional de Educação (FNE) considera que o programa do Governo deixa «espaços de dúvidas e incertezas», mas espera que esses espaços sejam para «o diálogo» e para a «negociação» com os parceiros.

João Dias da Silva, presidente da FNE, disse que um desses «espaços de incerteza» que constam no programa de Governo PSD/CDS-PP, hoje entregue na Assembleia da República, prende-se com a gestão do ensino básico pelas autarquias.

«Não entendemos como é que se pode fazer uma tal concepção de gestão quando o ensino básico está integrado nos agrupamentos e não vemos a que é que o Governo se refere quando diz que, no quadro das transferências de competências para os municípios, a gestão do ensino básico pertencerá às autarquias», advertiu o sindicalista. Para João Dias da Silva, esta proposta abre um «espaço muito largo de imprecisão que convém ser esclarecido o mais depressa possível».

O programa de Governo prevê a «contratualização com a Associação Nacional dos Municípios Portugueses de um novo modelo de delegação de competências», com o executivo de Passos Coelho a apostar numa «gestão descentralizada da rede de estabelecimentos de ensino».

Quanto à avaliação do desempenho dos professores, a FNE «preferia que o Governo assumisse a suspensão deste modelo e a sua substituição por um outro», mas saúda a promessa de uma «desburocratização», esperando que o modelo de avaliação a vigorar seja «claramente diferente deste e não uma mera reformulação».

Já relativamente ao acesso à profissão de docente, o dirigente sindical sublinha que «o programa [do Governo] não é claro» sobre se se trata da «existência de uma prova já depois da formação inicial concluída ou se se pode imaginar uma solução de uma prova durante a formação inicial, nomeadamente na passagem do primeiro para o segundo ciclo de formação».

O presidente da FNE mostrou-se ainda «favorável» à adopção de mecanismos de avaliação no final de cada ciclo de ensino, mas revela alguma «preocupação» em relação ao facto de a realização de provas passar a ser da competência de uma unidade independente, como anunciado pelo Governo.

«A nossa preocupação é que seja efectivamente uma unidade independente, não cremos que pelo facto de estar fora do Ministério da Educação (ME) se torne automaticamente independente e temos de ter garantia de que uma tal autoridade é verdadeiramente independente de muitos interesses que nesta área existem e que podem interferir na elaboração das provas de exame», reiterou.

João Dias da Silva nota ainda que «há muitas áreas que não são sequer referidas» no programa do Governo PSD/CDS-PP, nomeadamente a organização dos currículos, a lei de bases da educação e formação, o ensino profissional e a formação contínua de docentes. O sindicalista espera que haja também nestas áreas margem para «diálogo e negociação».

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/a-reaccao-da-fne-ao-programa-do-governo/

A Avaliação de Desempenho

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Tem sido anunciada hoje pela comunicação social que não será suspensa ou anulada a Avaliação de Desempenho Docente no que respeita a este ciclo avaliativo, para os docentes do quadro, ou referente ao ano 2010/2011 para os docentes contratados.
Em lugar nenhum do programa de governo é feita alusão à sua suspensão ou à sua manutenção. Assim, pressupõe-se que o novo governo apenas fará as alterações para futuro.
É dito no programa do governo:

Reformando o modelo de avaliação do desempenho dos docentes de forma a desburocratizar o processo, promovendo um regime exigente, rigoroso, autónomo e de responsabilidade, sem que estes princípios conduzam a cargas desmedidas de procedimentos burocráticos e administrativos, e ponderando os resultados de outros modelos de avaliação, nomeadamente os já obtidos no modelo de avaliação em vigor no ensino particular e cooperativo.

No meu entendimento só havia um caminho que este governo devia seguir para manter a paz com os professores para os próximos tempos, disse-o aqui e transcrevo de novo:

Na área da educação a primeira medida a implementar pelo governo PSD/CDS deve ser a anulação dos efeitos das avaliações de “mérito” do último ciclo avaliativo (2009/2011 para os professores do quadro e 2010/2011 para os professores contratados) não impedindo assim a contagem do tempo de serviço deste período, com a possibilidade futura de vir a ser contabilizado para efeitos de carreira o período de tempo que vai de 1 de Janeiro de 2011 a 31 de Agosto de 2011.

Caso esta anulação não seja feita, não será possível retirar para efeito do próximo concurso de professores a bonificação que é concedida pelo Decreto Lei 51/2009 para os professores contratados e professores que concorram a alguma forma de mobilidade em 2012/2013.

Esta é a única forma possível de demonstrar que o próximo governo trará novidades para a educação e tem efectivamente interesse em alterar o modelo de avaliação em vigor para um modelo justo e exequível.

Deve entretanto apresentar um calendário para negociações com os sindicatos que permita encontrar uma solução aceite por todos e que possa estar pronto até final do próximo ano lectivo.

Se não for apresentada esta medida como uma das primeiras no próximo governo em funções estou certo que o ano lectivo 2011/2012 não começa sem contestação, mas que não estarão nessa contestação os professores que nestes dois ciclos avaliativos obtiveram notas de mérito e que podem vir a usufruir das bonificações na carreira que o ECD permite. Este ciclo de avaliação vai determinar para sempre um benefício na carreira de alguns caso não seja travada a avaliação de mérito deste ciclo avaliativo, com impossibilidade de retorno.

Escolham a opção.

Deixem levar esta avaliação até ao fim ou travem-na enquanto é tempo porque senão os seus princípios vieram para ficar definitivamente.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/06/a-avaliacao-de-desempenho/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog