Ago 21 2014

Faz Algum Sentido?

Que os docentes com deferimento por Mobilidade Por Doença, destacados ao abrigo da mobilidade estatutária ou para as Bibliotecas Escolares sejam indicados para ausência da componente letiva e tenham de concorrer na Mobilidade Interna?

Já algum de vocês questionou a DGAE sobre este assunto?

Acho que se gerou demasiada confusão por a mobilidade interna se ter atrasado tanto, porque o normal era que a mesma decorresse no início do mês e que as autorizações viessem depois. Nesse caso fazia todo o sentido que os docentes se apresentassem à Mobilidade Interna, mas com esta alteração de procedimentos já não faz.

 

No site da Rede de Bibliotecas Escolares encontra-se documento atualizado no dia 28/07/2014 que diz:

 

RBE
 
Mas como os QZP não têm escola de provimento, presumo que quem elaborou o documento também não sabe o que diz.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/faz-algum-sentido/

Ago 21 2014

E Quantos Vão Morrer na Praia?

Porque com a possibilidade dos docentes concorrerem na Mobilidade Interna a todos os grupos para os quais possuem qualificações profissionais vai reduzir o número de contratações para o ano letivo 2014/2015, o que pode retirar a muitos destes 600 docentes a 5ª contratação anual, completa e sucessiva.

 

Contas realizadas aqui.

Notícia completa clicando sobre a imagem.

 

DN 600 contratados título

 

 

Diário de Notícias (21-08-2014)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/e-quantos-vao-morrer-na-praia/

Ago 21 2014

Necessidades Temporárias – Recolha de Horários

Necessidades Temporárias 2014/2015 – Recolha de Horários

 

Aplicação disponível até às 23:59 horas do dia 22 de agosto de 2014

 

E o número de turmas da Educação Especial já foram aprovadas?

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/necessidades-temporarias-recolha-de-horarios/

Ago 21 2014

Nada Mau

Mas mais juntinho à praia era capaz de ser mais interessante. ;)

Depois avisem-me, ok?

 

Crato Brasil

Diário de Notícias (21-08-2014)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/nada-mau/

Ago 20 2014

Hoje no DN e na RTP

Já no dia 10 de Julho tinha colocado este post sobre este assunto. Não para criticar quem entrava no quadro com esta idade, mas por considerar que o MEC devia excecionalmente alargar o número de lugares de quadro tendo em conta que pelo menos uma docente iria ser do quadro por apenas 12 dias.

 

 

DN idade de reforma

 

 

Professores em idade de reforma colocados nos quadros

 

Há professores em idade de reforma que foram agora colocados nos quadros do Ministério da educação. O concurso extraordinário deu lugares a pelo menos quatro docentes com mais de 66 anos de idade.

 

O Ministério da Educação colocou nos quadros uma professora de Português/Inglês que faz 70 anos em setembro e que pode ser obrigada a reformar-se e nem sequer chegar a dar aulas.

Outros três professores em idade de reforma também estão na lista dos 1954 docentes contratados, divulgada esta semana.

A Associação dos Professores Contratados diz que muitos estiveram vários anos sem profissionalização.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/hoje-no-dn-e-na-rtp/

Ago 20 2014

Opinião – Elisabete Mateus

O Ministro da Educação e Ciência, quando apresentou o Concurso Externo Extraordinário que agora foi publicado, afirmou que “após todo o processo de vinculação extraordinária, estamos convictos de que, no essencial, estarão integrados nos quadros os professores mais experientes, que têm sido colocados em sucessivos contratos anuais e completos, satisfazendo pois necessidades do sistema.

Sou professora contratada com apenas 9 anos de serviço efetivo no 1º ciclo. Caso o Sr. Ministro não se tenha apercebido, acabou de permitir a vinculação neste grupo de recrutamento, que deveria ser considerado o pilar da educação, de 125 docentes que deram aulas a alunos do primeiro ciclo APENAS nos 2 últimos anos  (muitos deles  apenas no último ano e alguns NUNCA deram aulas neste ciclo), ou seja, têm 2/1 ou 0 anos de EXPERIÊNCIA, no 1º ciclo. São maioritariamente professores de EVT, Educação Física e Música. Pergunto eu: isto é melhorar a educação??? Caso queira ficar ainda mais elucidado Sr. Ministro, posso dizer-lhe que vincularam neste grupo de recrutamento 169 docentes dos quais, apenas 44 (26%) já deram aulas mais do que dois anos ao 1º ciclo. Parabéns Sr. Ministro! Continue a preocupar-se com a PAAC e a colocar no sistema professores que não têm EXPERIÊNCIA EFETIVA nos grupos para os quais se candidatam que assim conseguiremos com toda a certeza melhorar o ensino em Portugal. Já agora, Sr. Ministro observe também atentamente as  condições de recrutamento para o grupo 910 (E Especial). Talvez possa concluir que não está a recrutar os docentes que esses alunos merecem: docentes com MUITAAAAA EXPERIÊNCIA. Se quiser perder algum tempo com estas matérias, talvez consiga perceber que assim não vamos lá!! 

 

Elisabete Mateus

 

Declaração de interesses: ao fim de 21 anos de serviço tenho de ponderar concorrer ao 1º ciclo para poder manter a componente letiva e não me imagino de um dia para o outro a ensinar um aluno de 5 ou 6 anos a ler ou a escrever. Não nego que me assusta ficar colocado numa turma do 1º ano e ter de reaprender todos os métodos de ensino para trabalhar com alunos desta idade.

Mas quem acha que ter apenas os professores colocados no dia em que começam as aulas não é problema também não deve ver qualquer problema que estas coisas aconteçam.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/opiniao-elisabete-mateus/

Ago 20 2014

Lembro que fiz uma Pergunta

aqui.

 

Retomo-a.

 

Se um docente sem componente letiva não pode concorrer para a sua escola isso quer dizer que também está impedido de concorrer para um horário de outro grupo de recrutamento dentro sua escola?

 

E confirmo.

 

erro

Será que algum(a) diretor(a) não atribuiu a algum docente sem componente letiva, pelo menos 6 horas noutro grupo de recrutamento para o qual o docente se encontra habilitado profissionalmente?

Porque tenho conhecimento que alguns têm medo da IGE nestas questões.

 

Como existem turmas que ainda não foram aprovadas, nem listas de mobilidade publicadas (já nem falo nas rescisões) é muito provável que ainda exista uma data para as escolas retirarem docentes do IACL.

Caso contrário, as escolas poderiam ter de pedir docentes de grupos de recrutamento para os quais já tinham enviado a IACL.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/lembro-que-fiz-uma-pergunta/

Ago 20 2014

Existem 2530 Docentes Impedidos de Concorrer

.. que acrescem aos quase 10 mil docentes QZP que foram colocados em 2013/2014.

 

De acordo com o manual da candidatura à Mobilidade Interna, os docentes colocados por DAR em 2013/2014 (2ª prioridade) e que mantém componente letiva na escola de colocação não podem concorrer novamente até ao próximo concurso interno, a não ser que percam a componente letiva na escola de colocação.

Em 30 de Agosto de 2013 foram colocados 2530 docentes na segunda prioridade.

Os quadros seguintes têm o número de colocados por grupo de recrutamento em cada QZP de acordo com o seu QZP de provimento.

No entanto não consigo imaginar quantos destes docentes ainda se encontram longe da sua residência.

Se puderem ajudar nesta análise agradeço.

MI 30082013-1 MI 30082013-2 MI 30082013-3 MI 30082013-4 MI 30082013-5

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/existem-2530-docentes-impedidos-de-concorrer/

Ago 20 2014

Códigos de Escolas da Mobilidade Interna em Excel

Lembro que os docentes dos quadros podem concorrer a todas as escolas TEIP e com Autonomia.

 

mi

 

Para as Escolas de Hotelaria e Turismo e para os Estabelecimentos Militares de Ensino apenas podem candidatar-se os docentes com habilitações para os grupos mencionados no quadro de baixo.

 

EHT EME

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/codigos-de-escolas-da-mobilidade-interna-em-excel/

Ago 20 2014

Mais Uma Injustiça

… que deita por terra o argumento de Nuno Crato quando disse que ninguém que entrasse do CEE ultrapassaria os docentes que já eram do quadro neste ano letivo.

Se os docentes dos quadros colocados em 2013/2014 que mantém a componente letiva na escola de colocação estão impedidos de concorrer novamente na 2ª prioridade então isso não pode configurar uma ultrapassagem?

 

prioridades

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/mais-uma-injustica/

Ago 20 2014

Abriu dia 20 de Agosto a Mobilidade Interna

No sítio do costume.

 

A fase de candidatura encontra-se aberta até às 24 horas do dia 26 de Agosto.

 

 

Manual de instruções da candidatura eletrónica para o concurso da mobilidade interna

Lista de códigos de agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas para manifestação de preferências

 

 

Atualização do post ao longo da tarde.

 

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/abriu-dia-20-de-agosto-a-mobilidade-interna/

Ago 20 2014

Eu Quero Ir Para Ourique!

E não me importava de fazer carreira nas AEC com um vencimento destes.

 

1
3
2

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/eu-quero-ir-para-ourique/

Ago 20 2014

É Triste o Desrespeito dos Governantes

… que tudo exigem e nada cumprem.

 

DN greve

Diário de Notícias (20-08-2014)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/e-triste-o-desrespeito-dos-governantes/

Ago 19 2014

801 Docentes que Vincularam Tinham Pelo Menos 4 Contratos Anuais, Completos e Sucessivos

Dos 1954 docentes que vincularam no Concurso Externo Extraordinário existem 801 docentes que têm pelo menos 4 contratos anuais, completos e sucessivos e poderiam obter o 5º contrato anual, completo e sucessivo em 1 de Setembro de 2014, o que lhes garantiria uma vinculação semi-automática no ano letivo 2015/2016.

Segundo as minhas contas existiam 1456 docentes que em 1 de Setembro poderiam entrar no processo da vinculação semi-automática. Assim, com o ingresso no quadro de 801 docentes restam 655 docentes que podem obter em 1 de Setembro de 2014 o 5º contrato anual, completo e sucessivo no mesmo grupo de recrutamento.

O documento seguinte apresenta a lista de vinculados no CEE onde pintei a vermelho o número de utilizador dos docentes que tinham pelo menos 4 contratos anuais, completos e sucessivos nos últimos 4 anos letivos.

Neste post tenho a lista dos 1456 docentes que poderiam vincular de forma semi-automática no ano letivo 2015/2016.

Caso verifiquem alguma incorreção agradeço que digam na caixa de comentários deste post

Estudo 4 anos e vinvulados 1-60

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/801-docentes-que-vincularam-tinham-pelo-menos-4-contratos-anuais-completos-e-sucessivos/

Ago 19 2014

Divulgação – ANVPC

“Um Concurso Externo Extraordinário desigual e notoriamente insuficiente”

 

 

 

A ANVPC – Associação Nacional dos Professores Contratados endereça, antes de mais, as felicitações aos 1954 Professores contratados que vincularam aos Quadros de Zona Pedagógica do Ministério de Educação e Ciência (MEC). Certamente era um desejo e um objetivo perseguido por muitos há 10, 15 e mais anos, e que agora foi tornado realidade. Vejamos que esta vinculação não deve ser vista como uma “bênção” da tutela, mas sim como a reparação de uma gravíssima discriminação a que estes 1954 Professores têm sido objeto ao trabalharem, ano após ano, para a mesma entidade patronal em situações de elevada insegurança e precariedade laboral, sem lhes serem atribuídas as mesmas condições e direitos que dispõem os seus pares com quem coabitam no dia-a-dia no espaço escola.

Todavia, o sentimento de regozijo por estes 1954 Professores vinculados, não disfarça o que ainda existe por concretizar, para todos aqueles que ainda não conseguiram, após longos e longos anos de contrato, obter o justo vínculo a que têm direito, pela dedicação e profissionalismo com que têm pautado o seu desempenho profissional, muitos há mais de duas décadas. São dados objetivos do MEC (via comunicado de imprensa) que ficaram vinculados docentes que contam, em média, com 14 anos de serviço e mais de 40 anos de idade. Estes dados demonstram nitidamente a violação do estado português da Diretiva Comunitária 1999/70/CE, uma vez que torna claro que o MEC apenas reparou a injustiça de Professores que na sua grande maioria trabalham para a mesma entidade patronal estatal há mais de 15 ou 20 anos, em situação de plena precariedade laboral.

Da consulta das listas de Ordenação de Professores publicada pelo MEC para o presente Concurso Externo Extraordinário, constata-se que, a título de exemplo, nos grupos de recrutamento do 3º Ciclo e Ensino Secundário, a média de tempo de serviço dos Professores que não foram vinculados é ainda superior a 16 anos! E existem mesmo grupos de recrutamento em que o tempo médio de serviço docente é de mais de 20 anos! Tal situação fica a dever-se ao Ministério da Educação e Ciência não abrir vagas nesses grupos de recrutamento há anos a fio, continuando, contudo, a contratar a termo esses docentes (vejamos ainda que, em muitos deles, neste concurso CEE alguns dos grupos nem sequer contaram com uma única vaga – uma claríssima violação da igualdade de direitos entre cidadãos).

Como se explica então que Professores que desempenham funções docentes há mais de 16 anos não se constituam como necessidades permanentes do sistema educativo? Muitos desses docentes contam já, desde 2001 (data a partir da qual deveria ter sido transposta para o direito nacional a Diretiva Comunitária 1999/70/CE), com muito mais do que 5 contratos sucessivos, anuais e completos com o MEC! Quem compreende que Professores que já exercem funções docentes desde o século passado, sejam considerados pelo MEC que não correspondem a necessidades permanentes do sistema de ensino? Uma boa questão que a tutela não pode deixar de dar uma resposta clara e precisa.

Na declaração de 17 de janeiro do corrente ano, o Ministro da Educação e Ciência, quando apresentou o Concurso Externo Extraordinário que agora foi publicado, afirmou que se se verificar necessário, será no ano seguinte realizado novo concurso de vinculação extraordinária, prosseguindo este processo de admissão aos quadros dos professores mais experientes e mais necessários.” e que “após todo o processo de vinculação extraordinária, estamos convictos de que, no essencial, estarão integrados nos quadros os professores mais experientes, que têm sido colocados em sucessivos contratos anuais e completos, satisfazendo pois necessidades do sistema.

A ANVPC entende que o Ministro da Educação e Ciência somente cumprirá o seu desígnio se promover em 2015 um novo concurso de integração nos quadros, cuja abertura de número de vagas por grupo de recrutamento permita criar condições para a vinculação de todos os Professores que desde 2001 (data em devia ter sido transposta para o direito interno a Diretiva Comunitária 1999/70/CE) tenham celebrado 3 ou mais contratos, sucessivos, anuais e completos com o Ministério da Educação e Ciência.

Acreditamos que a excelência da qualidade do ensino e da educação dos nossos jovens, não é possível de ser atingida com a instabilidade, a insegurança, a discriminação e a precariedade laboral dos Professores. Nessa medida, a ANVPC e os Professores contratados portugueses continuarão a desenvolver todas as ações ao seu alcance em prol da estabilidade profissional destes profissionais, e em prol do rigor, da qualidade e da excelência da Escola pública, dos nossos Alunos e consequentemente do futuro de Portugal.

 

A Direção da ANVPC

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/08/divulgacao-anvpc-9/

Artigos mais antigos «


Get Widget
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers:

Login


by Bliss Drive Review